RELIGIOSA MISSIONÁRIA DA CARIDADE CONFESSA TER VENDIDO BEBÊS NA ÍNDIA


Uma religiosa da Congregação das Missionárias da Caridade confessou ter vendido vários bebês, depois da sua prisão na cidade de Ranchi, capital do estado de Jharkhand, na Índia.

A Irmã Concilia, que dirigia o lar Nirmal Hriday, em Ranchi, confessou ter "vendido dois bebês além deste. No total, foram três, um deles entregamos a uma pessoa".

Em um vídeo postado no Twitter por ‘India Today’, a religiosa explicou que "ninguém na instituição de caridade sabia disso. Apenas Karishma e eu sabíamos. Não me lembro de onde os vendemos. Temos que ver os arquivos para comprovar”.



Karishma é uma leiga que trabalhou junto com a Irmã Concilia no lar Nirmal Hriday, de onde tiraram os pequenos para vendê-los. A polícia afirma que três deles já foram resgatados e continuam buscando o quarto.

Por outro lado, a agência de notícias AFP informou em 16 de julho que as autoridades indianas ordenaram que, após a prisão da religiosa, todos os "lares das Missionárias da Caridade no país serão inspecionados imediatamente".

Do mesmo modo, o delegado de polícia do estado de Jharkhand, D.K. Pandey, pediu ao governo federal que congele todas as contas bancárias da congregação fundada em 1950 por Madre Teresa de Calcutá.

Sobre esta medida, a porta-voz das religiosas, Sunita Kumar, disse à UCA News que esta ordem é uma tentativa de "assediar financeiramente a congregação", embora tenha indicado que "as nossas atividades, recursos e financiamentos são conhecidos pelo governo e não temos nada que esconder".

Para Prabhkar Tirkey, presidente nacional do Foro cristão Rashtriya Isai Mahasangh, as medidas do governo não são nada mais do que uma "caça às bruxas" para afetar toda a comunidade cristã. O partido pró-hindu, Bharatiya Janata, dirige os governos federal e estadual.

Por sua parte, o Bispo Auxiliar de Ranchi, Dom Telesphore Bilung, disse que "o governo está apontando nossas instituições para nos difamar".

"Temos informações de vários lugares do estado sobre intervenções estatais. Com estes, o governo está tentando mostrar que os cristãos e suas instituições estão todos envolvidos em atividades ilegais", advertiu.


A adoção ilegal é uma empresa que movimenta muito dinheiro na Índia. Todos os anos, são denunciadas mais de 100 mil crianças desaparecidas, muitas são vendidas pelos próprios pais, especialmente se são pobres.

Segundo informações da agência vaticana Fides, a superiora geral das Missionárias da Caridade, Irmã Mary Prema, afirmou que está "totalmente chocada pelo que aconteceu na nossa casa".

O que ocorreu "é totalmente contrário aos nossos valores”. “Estamos investigando este tema com cuidado", destacou e ofereceu "tomar todas as precauções necessárias" para evitar outros casos semelhantes.

As Missionárias da Caridade administram cerca de 770 casas em todo o mundo, das quais 243 estão na Índia. Nelas, recebem pessoas que moribundos, pessoas desabrigadas, órfãos e pessoas com deficiência.


Fonte: ACI
RELIGIOSA MISSIONÁRIA DA CARIDADE CONFESSA TER VENDIDO BEBÊS NA ÍNDIA RELIGIOSA MISSIONÁRIA DA CARIDADE CONFESSA TER VENDIDO BEBÊS NA ÍNDIA Reviewed by Eu e Deus on julho 19, 2018 Rating: 5